Reais, dólares, pesos, cartão de crédito... Que moeda eu levo para o meu cruzeiro marítimo?

Minhas despesas à bordo podem ser pagas em reais? É obrigatório usar cartão de crédito? Tenho que levar dólares? Nas paradas tenho que ter a moeda local ou posso usar reais? Qual moeda devo levar para usar no cruzeiro?

Dúvidas sobre dinheiro são as que mais aparecem nos comentários do artigo: Cruzeiros Marítimos: dicas para marinheiros de primeira viagem.

Não há fórmula exata para responder a essas perguntas. As respostas variam conforme o destino, o porto de embarque e a companhia de cruzeiro.

Todos os navios utilizam apenas dólares para vender produtos e serviços, contudo há a possibilidade de usar outras moedas para o pagamento final da sua conta e também deve-se pensar nos passeios nos locais em que o navio aporta.

Reais, dólares, pesos, cartão de crédito... Que moeda eu levo para o meu cruzeiro marítimo?

Vou tentar neste artigo sanar de vez (quase) todas as dúvidas sobre dinheiro e moeda em um cruzeiro marítimo. Espero que lhe ajude!

Valor de depósito no embarque

Primeiro de tudo: você precisa deixar um valor depositado no momento de seu check-in. Esse valor será usado como garantia para pagar os consumos à bordo. Algumas companhias chamam isso de "abrir uma conta". Caso você consuma mais que o depositado, deverá arcar com o restante no dia do desembarque (ou na noite anterior ao desembarque). Caso consuma menos que o depositado, terá a diferença devolvida também no dia de desembarque.

Em geral, o depósito é feito por cabine, e não por pessoa. Ou seja, ainda que sejam quatro pessoas viajando, se elas estiverem na mesma cabine, será feito um único depósito.

Em que moeda pode ser feito esse depósito? De maneira geral o depósito pode ser feito em reais (para cruzeiros saindo do Brasil), em dólares (para cruzeiros saindo do Brasil e de outros países) ou em cartão de crédito internacional. Algumas companhias também aceitam travel money.

Sem dúvidas a maneira mais cômoda de deixar esse depósito é através do cartão de crédito. Mas lembre-se: ele precisa ser internacional, mesmo que seu cruzeiro fique apenas no Brasil.

Reais, dólares, pesos, cartão de crédito... Que moeda eu levo para o meu cruzeiro marítimo?

Agora a pergunta de ouro: qual valor tenho que deixar de depósito? A resposta é: depende da companhia marítima, mas de modo geral o valor é de 400 dólares (ou o equivalente em reais para cruzeiros saindo do Brasil). Caso opte por cartão de crédito ou travel money, terá de ter esse valor disponível em limite.

Nesse momento do check-in, você também pode incluir no seu nome as despesas de alguém viajando com você, esteja a pessoa na mesma cabine ou não. Ou seja, famílias ou amigos podem escolher uma única pessoa responsável por informar um meio de pagamento e quitar os débitos de todos.

Como pagar as despesas à bordo?

É também no momento do check-in que você deverá definir como pagará as despesas a bordo, sendo basicamente duas opções: em espécie ou em cartão de crédito. Naturalmente, a maioria das companhias não lhe faz essa pergunta e marca a forma de pagamento das despesas à bordo como a mesma do depósito. Mas nada impede você de pedir para mudar.

Mais uma vez, a forma mais cômoda é através do cartão de crédito. Optando por pagar tudo no cartão você não se preocupa com nada, recebendo na noite do último dia um extrato com todas as despesas feitas à bordo, e, estando tudo certo, não precisa fazer mais nada, todo o pagamento será automático.

Outra vantagem do cartão: algumas companhias permitem que você parcele os seus gastos!

Agora, caso você prefira pagar suas despesas em espécie, receberá igualmente o extrato de consumo em sua cabine, mas terá que se direcionar ao "caixa" do navio antes do desembarque para fechar sua conta e quitar seus débitos e eventualmente resgatar o valor extra depositado. A moeda que pode ser utilizada para os pagamentos segue a mesma lógica do depósito: em reais (para cruzeiros saindo do Brasil) ou em dólares (para cruzeiros saindo do Brasil e de outros países).

Importante: quando você opta pagar em reais, o câmbio de conversão do dólar utilizado será o do navio, que em geral é cerca de 5% maior que o câmbio comercial.

Me arrependi da escolha que fiz para pagamento, posso trocar? Depende da companhia! Algumas companhias permitem essa troca, outras não. Na última noite do seu cruzeiro você pode ir até o centro de informações ao passageiro solicitar essa troca. Contudo tente evitar fazer isso, já que envolve burocracia e perca de tempo. Defina corretamente como você pagará suas despesas à bordo antecipadamente.

Uma dúvida pertinente: "Optei por pagar em espécie, porém gastei mais do que devia e não tenho dinheiro suficiente para pagar, e agora?" Ou na mesma linha: "gastei mais do que devia e meu cartão de crédito não tem limite disponível, e agora?"

Se por algum motivo você não ter dinheiro ou limite de crédito suficiente para quitar suas despesas, você pode tentar recorrer a outros cartões de crédito, transferência bancária ou em alguns casos cheques. Caso você não consiga de nenhuma maneira quitar os gastos, a companhia marítima pode emitir um boleto ou lhe informar uma conta para depósito dentro de um limite de tempo. Contudo, caso mesmo assim você não pague, eles irão lhe processar.

Lembre-se que as companhias marítimas no momento do check-in recolhem todos os seus dados como RG, CPF, Passaporte, endereço... Caso você não quite todas as suas despesas no momento do desembarque eles irão lhe acionar judicialmente.

Cartão do navio

Agora, independente de qual foi a forma que você escolheu pagar suas despesas, dentro do navio você consumirá apenas utilizando o cartão do navio (cada empresa tem um nome diferente para ele, mas todos funcionam da mesma maneira).

Reais, dólares, pesos, cartão de crédito... Que moeda eu levo para o meu cruzeiro marítimo?

Esse cartão é tudo em um: cartão de consumo, chave da cabine, armazena sua foto, armazena informações sobre pacotes de bebidas, informa a hora do seu jantar, armazena o ponto de encontro em emergências...

Ele é utilizado para comprar praticamente tudo no navio, de produtos a serviços: free shop, bebidas, serviço de spa, aluguel de roupas, lavanderia... Só há um único local em que ele não é aceito: nos cassinos!

Caso você queira jogar no cassino, deve levar dólares em espécie.

Apesar de não ter senha, seu uso é controlado através da sua foto: toda vez que um funcionário vai incluir algum débito, aparece no monitor sua foto para conferência. Por isso, caso você perca seu cartão e alguém tente utilizá-lo, não irá conseguir (a menos que a pessoa que tentar utilizar seja muito parecida com você).

Para controlar as despesas, a qualquer momento você pode pedir o extrato de gastos no balcão de informações. E caso você esteja viajando com crianças, algumas companhias permitem colocar um limite de consumo no cartão delas, ou ainda impedir que elas utilizem o cartão para compras.

E por último: o seu cartão pode ser bloqueado caso você esteja gastando demais. Funciona assim: para evitar problemas por gastos descontrolados, a maioria das companhias bloqueia o seu cartão quando sua dívida com eles atingiu determinado limite (em geral o dobro do valor que foi deixado como depósito). Para desbloquear? Basta ir no centro de informações e quitar seus débitos antecipadamente, seja em espécie ou em cartão de crédito.

Reais, dólares, pesos, cartão de crédito... Que moeda eu levo para o meu cruzeiro marítimo?

Gastos nos locais de escala

A moeda que você deve ter nos passeios em terra varia muito dos locais que seu navio irá aportar, mas de maneira geral:

Cartão de crédito internacional: Infelizmente, muitos estabelecimentos ainda não aceitam cartão de crédito (principalmente no exterior), por isso é importante que você leve dinheiro em espécie para os passeios em terra.

Travel money: Idem ao cartão de crédito.

Reais: A moeda brasileira é bem aceita em todos os principais destinos dos cruzeiros na América do Sul: Argentina, Chile e Uruguai, contudo, há restrições. Alguns lugares só aceitam moeda local ou ainda desvalorizam muito nossa moeda no câmbio. Mas, como as escalas são curtas, talvez você não tenha necessidade de efetuar muitos gastos e consiga "se virar" apenas com reais.

Dólares: Pode-se dizer que é a moeda universal. Ele é aceito em praticamente todos os lugares da América do Sul, Central e, obviamente, do Norte. Inclusive, em locais turísticos como os portos, há sempre pessoas oferecendo câmbio de dólares para a moeda local (cuidado com notas falsas e golpes!). Agora, vale a pena trocar dólares para usar nos passeios em terra? Depende das suas intenções. Se você planeja fazer longos passeios e aproveitar ao máximo as cidades em que o navio aporta, vale. Agora caso você só queira dar uma passeada e voltar para ficar no navio, acredito que seja melhor usar apenas reais e evitar a perca de dinheiro que uma transação de câmbio gera.

Pesos chilenos, uruguaios e argentinos: Além de não ser tão fácil conseguir essas moedas no Brasil, a cotação é sempre ruim. Se sua intenção é comprar algo específico nas cidades em que o navio faz escala e que só aceitem a moeda local, procure levar dólares e fazer o câmbio no local no valor exato que você precisa, evitando assim voltar para o Brasil com uma moeda que não irá utilizar.

Outras moedas e países: Basicamente, leve euros apenas se seu cruzeiro fizer escalas na Europa. Caso suas escalas sejam em países caribenhos ou México, leve dólares.

Conclusão: Que moeda eu levo para o meu cruzeiro marítimo?

Minha dica é: leve o cartão de crédito e concentre todos os gastos à bordo nele. É prático, rápido e seguro. Para os gastos nos passeios em terra, use o cartão de crédito e reais.

Caso você não queira usar o cartão de crédito, leve reais na quantidade que julgar suficiente, já incluindo o valor do depósito no momento do check-in.

Leve dólares apenas se: seu cruzeiro fizer escalas na América Central ou do Norte; você tem intenção de jogar no cassino; você planeja longos passeios (e gastos) nas escalas pela América do Sul; ou se você já tem dólares guardados.

Trocar dólares apenas para usar no cruzeiro não faz sentido, especialmente se seu navio não for sair do Brasil.

Mais alguma dúvida?

→ SAIBA MAIS SOBRE CRUZEIROS MARÍTIMOS

→ Você gosta de economizar? Clique aqui e compre com desconto nas Lojas Americanas!

Um comentário: