10 mitos sobre vinhos

10 mitos sobre vinhos

Mito: você deve abrir uma garrafa de vinho para deixá-lo respirar um pouco antes de servir.

Abrir uma garrafa de vinho apenas expõe a superfície do líquido do gargalo da garrafa, e por isso a qualidade de aeração será mínima. Não surtirá efeito no vinho. Em vez disso, decante-o para areá-lo.

10 mitos sobre vinhos

Mito: quanto menores as bolhas, melhor é o espumante.

O tamanho das bolhas não tem qualquer relação com a qualidade do champanhe ou de qualquer outro vinho espumante. Recente, muitas pesquisas têm sido realizadas sobre o assunto, principalmente por Gérard Liger-Belair, professor-associado de ciências físicas da Universidade de Reims Champagne-Ardenne, no coração da região de Champagne. Conclui-se que a temperatura do vinho e o tamanho das impurezas e defeitos no interior das taças afetam o tamanho das bolhas. Quanto mais quente o champanhe, maiores e mais frequentes são as bolhas. Além disso, sem defeitos ou impurezas nas taças, como as microscópicas linhas formadas pelo pano de prato, o champanhe tem a aparência de um vinho não espumante em que só percebemos as bolhas ao beber.

10 mitos sobre vinhos

Mito: beba vinhos tintos com queijo e carne, e vinhos brancos com peixes e aves. 

Há muitas exceções para essa regra antiquada. Vinhos brancos encorpados e também os doces podem ser deliciosos com queijos. Os vinhos tintos da uva pinot noir podem ser excelentes com peru. Um tinto leve como um beaujolais ou um outro bem elaborado gamay vão muito bem com frango.

10 mitos sobre vinhos

Mito: se o vinho é popular deve ser bom.

Não é porque vende bem que é delicioso. As vendas de modo geral apenas refletem o bom marketing de determinado produtor aliado ao gosto da população local.

10 mitos sobre vinhos

Mito: decantam-se somente vinhos tintos.

Muitos brancos de distinção, como o Sauternes ou os Bourgogne, brancos das melhores propriedades, também se beneficiam da decantação porque a aeração libera seus aromas e sabores.

10 mitos sobre vinhos

Mito: o champanhe não envelhece bem.

Os champanhes de boa qualidade envelhecem extremamente bem. 

10 mitos sobre vinhos

Mito: vinhos feitos de diferentes misturas de espécies de uvas são de qualidade inferior.

Embora em algumas ocasiões o vinho de uma só variedade de uva possa ser muito bom, ao se misturar duas ou mais variedades de uvas pode-se estabelecer melhor equilíbrio, complexidade e harmonia. De fato, as leis que regulamentam a produção de vinhos em muitos lugares permitem que os vinhos rotulados com um só nome sejam adicionados com outros tipos de uva para permitir aos produtores que estabeleçam melhor equilíbrio.

10 mitos sobre vinhos

Mito: o Velho Mundo produz melhores vinhos que o Novo Mundo.

Tanto o Velho como o Novo Mundo produzem vinhos bons e ruins e, embora produzam tradicionalmente diferentes tipos de vinhos, uma correspondência está começando a se estabelecer entre eles. Comprar os melhores vinhos, escolher os estilos que lhe agradam e os produtores confiáveis e preocupados com a qualidade têm a ver com o seu gosto pessoal.

10 mitos sobre vinhos

Mito: uvas tintas sempre produzem vinhos tintos, e uvas brancas sempre produzem vinhos brancos.

Embora geralmente esse seja o caso, uvas tintas podem produzir vinhos brancos. É o caso do Champagne. As três uvas usadas nesse vinho incluem a chadornnay, que é branca, além da pinot noir e pinot meunier - duas uvas tintas. Prensagem delicada impede as uvas tintas de conferir a sua cor ao vinho.

10 mitos sobre vinhos

Mito: os vinhos velhos têm melhor sabor que os vinhos novos.

Isso é raramente verdadeiro porque a grande maioria dos vinhos liberados pelas vinícolas hoje em dia já sai pronta e já atingiu o auge da idade para o consumo. Eles não foram elaborados para sustentar o peso do tempo. Os vinhos elaborados para serem envelhecidos são os únicos que melhoram com a idade.

Imagens via shutterstock

Fonte: Livro 1000 segredos dos vinhos.


→ SAIBA MAIS SOBRE VINHOS

→ Você gosta de economizar? Clique aqui e compre com desconto nas Lojas Americanas!

Um comentário:

  1. Oi Luciano! Muito obrigado pelos elogios!

    É que como são todos mitos, eu tentei dar destaque para qual é o mito e logo abaixo a explicação com a verdade.

    Mas obrigado pelo conselho, vou pensar em como posso melhorar! Abraço!

    ResponderExcluir