Preços surreais brasileiros

Já aconteceu comigo, já aconteceu com você e já aconteceu com todo mundo. Você vai comprar alguma coisa e se depara com um preço de dar medo! Valores muito acima de qualquer limite aceitável. E não estou falando de lugares exclusivos ou a alta gastronomia.

É a pipoca no teatro que custa R$ 20,00. A lata de cerveja que custa R$ 10,00. A pizza que custa R$ 50,00. Um picolé na praia que não custa menos de R$ 7,00.

Isso falando da cidade em que moramos. A coisa piora (e muito) quando se é turista, a começar pelos preços absurdos nas lanchonetes e restaurantes dos aeroportos.

Em tempos de Copa do Mundo então, não preciso nem comentar...

Temos uma tendência a "normalizar" esses preços surreais. Achamos normal uma pizza de muçarela custar R$ 50,00, mesmo sem nenhuma justificativa para tal. Falamos que é normal os preços das comidas e bebidas em shows / cinema / teatro serem altos. O turista sempre paga mais caro, é o que todos dizem...

Preços surreais brasileiros

Não. Não. E não.

Vivemos em um dos países com o custo de vida mais alto do mundo e a culpa, a grosso modo, é dessa normalização dos preços absurdos.

Somente os altos impostos não justificam tais preços. Apesar da carga tributária alta e confusa também ser um problema, o chamado lucro Brasil é o maior culpado. Tudo neste país custa mais caro e todos querem ter lucros enormes. E sabe o por quê?

Porque pagamos. Porque compramos. Porque alimentamos esses comércios.

E só reclamar não resolve. 

Preços surreais brasileiros

Reclamamos que os carros vendidos no nosso país custam mais que o dobro dos vendidos em outros países, mas continuamos comprando e as montadoras batem recordes de vendas no Brasil (elas devem ter quase certeza que somos idiotas)! Reclamamos dos altos preços nos aeroportos, mas as lanchonetes vivem cheias! Reclamamos do preço da cerveja nos shows, mas compramos fardos!!!

A maneira de melhorar esta situação de preços surreais é parar de consumir nos lugares que cobram estes absurdos e parar de comprar produtos que sabemos que custam metade em outro país! Somente assim para que as coisas melhorem. Afinal, se ninguém comprar, ou os preços baixam ou os comércios fecham. Simples assim.

Uma campanha muito bacana que está surgindo nas redes sociais faz justamente este apelo: NÃO PAGUE PREÇOS SURREAIS. Está campanha iniciou-se no Rio de Janeiro e tem se expandido por todo o Brasil. Páginas no Facebook e sites indicam lugares que praticam preços surreais e fazem a proposta: não compre nestes lugares.

Há também o contrário, a indicação de lugares que cobram preços honestos ao que é oferecido.

Preços surreais brasileiros

Algumas das principais páginas:

Brasil $urreal - Não pague

Sampa $urreal - NÃO PAGUE



Curitiba Honesta

Obviamente, não é considerado qualquer coisa com preço baixo como boa e qualquer coisa com preço alto como cara. O objetivo é relatar absurdos e o que o movimento quer boicotar são os abusos.

Este é um problema sério e que atinge toda nossa sociedade, independente da classe social ou do poder aquisitivo. Cada um a sua maneira sofre com preços abusivos.

Vale a pena acessar e juntar-se ao movimento. 

E não tenha vergonha de olhar um cardápio e dar meia volta por causa dos preços ou levar de casa comidas e bebidas para shows / teatro / cinema / praia / aeroporto...

Devemos dar valor ao nosso dinheiro e dar um basta nos abusos.

Imagens via Brasil $urreal.

→ Você gosta de economizar? Clique aqui e compre com desconto nas Lojas Americanas!

18 comentários:

  1. Muito obrigado por citar a Curitiba Honesta, vou postar la na fan
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Galera do Blog, a página correta do movimento em BH é essa https://www.facebook.com/SurrealBH?ref=hl

    ResponderExcluir
  3. Vc tem razão. Existem lugares onde os preços são absurdos. Tem casas noturnas que chegam a cobrar 12,00 em uma long neck. É de cair o c.. da bunda e o problema é que as pessoas pagam caro pq acham q isso dá algum tipo de status e que reclamar do preço é coisa de pobre.
    Bom pra que ganha em cima disso.

    ResponderExcluir
  4. Tinham que boicotar essa PORRA dessa Copa do Mundo, boicotar esses filhos da puta, CANALHAS, que cobram esses preços exorbitantes! Mas brasileiro é foda mesmo! Ô povo mais FODIDO, puta que pariu!!!!!!!! Levam pau no cu e ainda acham gostoso! MERDA de "país".... Vai ser SEMPRE essa bagaça de quinto mundo mesmo, ainda mais com esse LIXO do PT no poder.

    ResponderExcluir
  5. pais feito de idiotas alienados,para pobre o legal e escutar funk e fazer ostentação das bobagens caras,ricos pagam e não reclamam,para manter a porra do estatus,isso é uma mediocridade ,que os safados se aproveitam

    ResponderExcluir
  6. Fazem isso pq para cada cidadão consciente que boicota estes estabelecimentos, existem 30 imbecis que pagam...........

    ResponderExcluir
  7. nos eua custa uns1 2 mil reais fi e nao dolares

    ResponderExcluir
  8. Eu já faço isso há muito tempo, quando tão me cobrando um preço absurdo por algo, não compro.

    ResponderExcluir
  9. é ........eu não pago não compro que estrague na mão do fornecedor.....

    ResponderExcluir
  10. tambem concordo com o boicote, tem varios luares que aproveitam da situação e mete a faca mesmo, um exemplo é os benditos aeroportos tudo caro não vejo a razão pra isto, os cafés, as docerias etc. È muita ganancia. isto sem falar fast foods tipo Casa do Pão de Queijo paga-se caro e come mal. e por ai vai

    ResponderExcluir
  11. O problema do Brasil é que muitos reclamam e poucos realmente correm atrás.

    Veja o maior exemplo de todos esses vlogueiros que metem o p.au literalmente no governo e tudo mais, eles não saem da frente do pc, não organizam protesto nem abaixo assinado, isso é só um exemplo de um grupo de brasileiros que reclamam, mas só isso mesmo.

    ResponderExcluir
  12. Compra quem quiser, muita gente gasta seu dinheiro sofrido em cigarros, então, se tiver dinheiro sempre comprarei o carro que gostaria de ter.

    ResponderExcluir
  13. Vocês já vieram no Beach Park em Fortaleza? Onde uma água é 8.00 reais e uma pipoca é 30?

    ResponderExcluir
  14. Sou useiro e vezeiro de ir para a praia passar o dia, e ter a manha de não deixar um real lá. Levo tudo de casa. E como e bebo muito melhor.

    ResponderExcluir
  15. Em Buenos Aires, eles tem o costume de ter o cardápio com os preços na porta dos restaurantes, acho bem legal. Mas aqui não me incomodo de perguntar o preço, se achar absurdo dou meia volta.

    ResponderExcluir
  16. Se eu não me engano aqui no Brasil até existe uma lei parecida estabelecendo que todos os restaurantes devem ter o cardápio exposto na porta, sem a necessidade do cliente entrar no recinto para ver os preços. Infelizmente é esta é mais uma daquelas coisas que existem no papel, mas na prática nada.

    ResponderExcluir
  17. Em 2014 fui ao meu primeiro dia de aula na faculdade. Já com a gasolina mais cara, pois subiu no ano passado. O estacionamento subiu, a mensalidade subiu, tudo na lanchonete subiu, a xerox subiu, todo material escolar subiu. Nada subiu menos que 10%. Estamos ferrados com esta Copa de 2014. Tomara que o Brasil nem ganhe senão vai dobrar de preço.

    ResponderExcluir