Cruzeiros marítimos curtos são os melhores (três razões para você preferir também)

O post Cruzeiros Marítimos: Dicas para marinheiros de primeira viagem rende muitas perguntas. Recebo semanalmente diversas dúvidas nos comentários e por e-mail, e uma coisa me chamou a atenção: a grande maioria das pessoas embarca em viagens com mais de 6 dias de duração.

E quando o assunto é qual a melhor duração de um cruzeiro, eu sou da seguinte opinião: 3 noites é pouco, 4 noites é ótimo e 5 noites é o máximo.

Não que um cruzeiro com sete dias ou mais de duração seja ruim, mas muitas vezes as expectativas dos viajantes não se alinham com a realidade.

Respondendo as inúmeras dúvidas, percebi que o problema está em três pontos deste tipo de viagem. Por isso, transformei estes pontos em três motivos que fazem os cruzeiros de curta duração serem melhores.

Já aviso que este texto reflete a minha opinião alinhada ao bom senso, e pode não valer para todas as pessoas, mas espero que de modo geral você goste e que lhe ajude a planejar melhor sua viagem.

Cruzeiros marítimos curtos são os melhores (três razões para você preferir também)

Relaxar é bom, mas cansa

É fato. A melhor coisa que você vai fazer em um cruzeiro é descansar. A segunda melhor é comer.

São dias com conforto, luxo, mimos, comida a vontade, bebidas de qualidade, diversas opções de lazer e desligamento total com a vida em terra. O balançar do mar acalma. Funcionários do navio fazem tudo por você. Não há no meio do oceano preocupações ou aborrecimentos.

Cruzeiros marítimos curtos são os melhores (três razões para você preferir também)

Uma maravilha, mas que enjoa.

Veja bem, tudo em excesso faz mal. Até descansar demais. Chega uma hora em que não fazer nada e só ver água por todos os lados cansa.

Em cruzeiros longos, você chega no sexto dia não aguentando mais ver o mar na sua frente. A comida se torna sem graça. As atividades de lazer viram tortura. Você não aguenta mais beber. No fundo, tudo o que você deseja é voltar para sua casa em terra firme. Voltar ao trabalho. Levantar da cadeira de praia e fazer algo diferente.

Em cruzeiros curtos ocorre o contrário. Você vai embora com aquele gostinho de quero mais. Você não enjoa, afinal são poucos dias.

Nestes poucos dias dá para explorar todo o navio, fazer várias atividades, comer muito e festejar, mas tudo no limite do excesso.

Cruzeiros marítimos curtos são os melhores (três razões para você preferir também)

Acredite, é melhor voltar para a casa com uma sensação gostosa de saudade do que voltar cansado de tanto descansar.

E você pode pensar: "Mas o navio vai fazer diversas paradas por lugares maravilhosos. Vou conhecer um lugar diferente a cada dia. Não vou enjoar."

Ok, mas pensa comigo: você está pagando por um cruzeiro para comer, se divertir e dormir em um navio. Qual o sentido de passar o dia fora do navio, se você pagou (caro) para ficar dentro de um navio maravilhoso aproveitando tudo que ele tem a oferecer? No mínimo é irônico.

E os lugares onde o navio atraca nos leva diretamente ao segundo ponto...

Você não conhecerá uma cidade em cinco horas

Eu posso imaginar a cena.

A pessoa está pesquisando viagens para Buenos Aires. Cota daqui, cota dali e esbarra em uma propaganda de cruzeiros: "Sete noites pela América do Sul All Inclusive". Uma barbada ela pensa. Vou conhecer Buenos Aires, Punta del Este e Montevidéu em uma única viagem e ainda de quebra à bordo de um transatlântico. Fechou!

Bem, sinto lhe dizer, mas você não vai conhecer cidade alguma.

Seja viajando por países da América do Sul, pela costa brasileira ou por onde mais o navio for navegar. Você não conhecerá nenhuma cidade em poucas horas.

Cruzeiros marítimos curtos são os melhores (três razões para você preferir também)

São necessários pelo menos quatro dias inteiros para conhecer minimamente uma grande cidade. As companhias marítimas criam roteiros encaixando vários destinos em um cruzeiro longo, mas tudo não passa de uma grande enganação. Pura perfumaria para vender mais. O tempo de parada em cada cidade é irreal. 4 horas em Punta del Este. 6 horas em Montevidéu. 5 horas em Salvador. 7 horas em Recife. Se dúvida, é só verificar os itinerários dos navios.

E nestas poucas horas você não verá nada! Vai bater duas fotos e voltar. E quando chegar em casa, vai dizer pros amigos que "conheceu e adorou" Montevidéu, sem nem ao menos ter passado uma tarde na Plaza Independencia ou ido a noite ao Teatro Sólis para ver sua iluminação.

Buenos Aires e Rio de Janeiro geralmente são agraciados com dois dias inteiros. Mas também é muito pouco para visitar grandes cidades com várias atrações a conhecer.

E não esqueça que leva-se tempo para descer do navio, se localizar no porto, ir até o centro do local, passear num ritmo frenético, ter de voltar ao navio com antecedência ao horário estipulado... Fora o fato já falado de passar o dia gastando em terra, sendo que você pagou por tudo que o navio oferece.

Furada total.


Cruzeiros marítimos curtos são os melhores (três razões para você preferir também)

Já em cruzeiros curtos as paradas são honestas. Geralmente são escolhidos pequenas cidades e balneários. Angra dos Reis, Búzios, Ilha Bela, Ilha Grande, Ilhéus... São lugares que podem ser conhecidos em algumas horas. O centro geralmente está perto de onde o navio atraca e não há muito o que fazer. Você desce, conhece o lugar, toma um sorvete, entra no mar e volta para aproveitar o resto do dia no navio.

Quer um conselho? Se seu desejo é conhecer a cidade X, vá para a cidade X. Um cruzeiro não trará a verdadeira experiência de conhecer novas cidades.

Há gastos extras calculados por dia

As companhias marítimas e as agências de viagens muitas vezes não são claras quando anunciam os preços dos cruzeiros. Taxas e gorjetas quase nunca estão embutidas no preço ofertado.

Prática comum, certo? Companhias aéreas fazem a mesma coisa. Com isso você descobre no momento de fechar sua viagem que tem um acréscimo enorme no preço por conta deste "detalhe".

E lembre-se: quanto mais portos seu navio passar mais caro serão as taxas portuárias e quanto mais dias seu cruzeiro tiver, mais alto será o valor das gorjetas, pois elas são calculadas por dia de viagem.

Tudo bem, é assim que as coisas funcionam.

Você paga o cruzeiro, as taxas e as gorjetas. Viagem paga "all inclusive", não há o porquê abrir a carteira.

Ledo engano.

Realmente quase todas as atividades e refeições estão inclusas. As gorjetas provavelmente também foram inclusas na conta e estarão pagas. Mas e as bebidas?

Este é o maior vilão dos gastos neste tipo de viagem. Algumas bebidas nas refeições até estão inclusas (leia-se: água). Mas sucos, refrigerantes e bebidas alcoólicas não estão.

Cruzeiros marítimos curtos são os melhores (três razões para você preferir também)

Agora pense que o gasto médio com bebidas é de 50 dólares por dia (por pessoa). Não é nada barato, independente da duração da viagem. Em um cruzeiro de 4 dias serão 200 dólares. Já em um cruzeiro de 7 dias serão 350 dólares gastos. Óbvio não?

Só que muitas pessoas esquecem de calcular este gasto e acabam se assustando com a conta final. Ou pior, embarcam sem estar preparadas para gastar tanto em bebidas e se vêem frustradas com a situação.

Além disso, com mais dias é mais propício que você faça alguma atividade paga à parte a bordo.

Portanto lembre-se: você gastará mais do que somente o valor do cruzeiro. E uma viagem com mais dias representará gastos proporcionalmente maiores.

O que isso tudo quer dizer?

Se você já fechou sua viagem e se identificou com algum ponto, não precisa se desesperar.

Tenho certeza de que seu cruzeiro será ótimo. Contudo, se prepare e alinhe suas expectativas com a realidade. Principalmente nos quesitos "lugares a visitar" e "gastos no navio". Assim você aproveita bem mais sua viagem, sem arrependimentos ou estresse.

Caso você ainda esteja no planejamento, espero que estes três pontos lhe ajudem sobre qual roteiro de cruzeiro escolher.

Mas estes pontos não valem para todas as pessoas ou situações...

Não mesmo!

Se você ama ficar sem fazer nada, já conhece as cidades que o navio atracará (ou não tem vontade de conhecê-las) e tem um orçamento que se adequá a viagem, vai adorar um cruzeiro longo.

Cruzeiros marítimos curtos são os melhores (três razões para você preferir também)

Outra situação são os cruzeiros temáticos de feriados: Carnaval, Natal e Ano Novo. Estes cruzeiros geralmente tem de 6 a 8 dias de duração e o clima da viagem é de festa todos os dias e de (porque não?) exageros mesmo. São viagens deliciosas e quem vai já tem ideia do que esperar e sabe que vai gastar bastante.

Como dito, isto não é um guia, mas sim minha opinião. Ela pode servir ou não, depende da situação e de qual é o seu estilo de vida.

Boa viagem!

Imagens via divulgação MSC, Costa e Royal Caribeean.

→ SAIBA MAIS SOBRE CRUZEIROS MARÍTIMOS

→ Você gosta de economizar? Clique aqui e compre com desconto nas Lojas Americanas!

5 comentários:

  1. Na verdade eu fiz um cruzeiro de 7 dias na América do Sul e gostei, é verdade que dentro dele as coisas são caras, mas foi perfeito.

    ResponderExcluir
  2. Cara, Adorei ler sua opinião... Muito obrigado por dividir sua opinião, gratamente levarei em conta os detalhes que você mencionou no planejamento de minhas próximas férias!

    ResponderExcluir
  3. É algo interessante de se pensar, quando se contrata um cruzeiro, eu penso que a diversão é o cruzeiro e não os lugares onde ele vai fazer paradas. Mesmo porque são breves.

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da sua opinião... Vou fazer um cruzeiro de 4 noites em abril e ver o que vou achar... E meu sistema All Incluse conta com todo tipo de bebidas, até alcoólicas...

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde, gostei de suas opiniões. Para acrescentar, vou deixar as minhas opiniões:
    Em dezembro de 2010 fiz um cruzeiro de 15 dias, transatlantico de lisboa até santos.
    Foi fantástico, conheci o que queria. Não sai em ilheus e salvador. Conheci recife, etc...
    No navia (costa serena) sempre tinha alguma coisa diferente para fazer TODOS os dias porque eles já estão preparados para isso.
    Uma coisa que muitos podem achar negativa (eu não) é que tinham muitos idosos por ser um cruzeiro fora de temporada e mais longo. Gastei em torno de 150 dolares por pessoa no navio (em bebidas apenas) mas nada demais. Amei.
    No ano de ? não lembro. Fiz um navio no caribe, foram 7 dias. Embora passei por mais locais, aruba, marguerita,.. não gostei tanto como o transatlantico pois o navio era menor.

    Acho que o que realmente importa num cruzeiro é a sua vontade, se você tem vontade de descansar, LA você descansa. Se tem vontade de ter lazer (não importando com o preço), Lá você encontra lazer. Para todo tipo de gosto.
    Mas também depende da empresa: Costa ***** estrelas, Pullmantur ** estrelas.
    Estou prestes a fazer um da Royal, espero que seja tão bom como da Costa. Estou indeciso entre 7 noites ou 4 noites. Sendo que o de 4 noites é metade do valor.


    Abraço, talvez vou de 4 noites pela sua opinião.
    Jefferson

    ResponderExcluir