Queijo de iogurte e muçarela ao vinho

Eu nunca tinha ouvido falar da cidade de Monte Verde em Minas Gerais, até minha irmã ir passar o final de semana lá.

Parece ser um lugar bacana. Cidade serrana, boa para se tomar um vinho, ficar num chalé, experimentar uma cerveja artesanal, aproveitar a maravilhosa culinária mineira, tomar uma cachaça pra esquentar e comer muito queijo.

O melhor pra mim que não fui é que ela me trouxe queijos, cerveja artesanal Fritz, ambrosia, cachaça... Obrigado! :-)

E hoje é do queijo que eu vou falar! Aliás, dos queijos. Ela me trouxe de presente dois tipos de queijos muito diferentes e que nunca tinha visto por aqui: queijo de iogurte e muçarela ao vinho.

Queijo de iogurte e muçarela ao vinho

Bom, como dá para perceber, eles não são baratos. Cada um deles custou R$ 39,90 o quilo. É caro, mas não chega a ser um absurdo das compras em passeios. E vou te falar, vale experimentar os dois.

O queijo de iogurte é bem macio, mas firme. O sabor é muito suave e pouco salgado. Não lembra nenhum queijo conhecido.

Descobri que ele é perfeito para cortar em cubinhos, regar com um pouco de azeite e orégano e aproveitar com uma cerveja. Muito bom mesmo.

Dei uma pesquisa e este tipo de queijo é um dos mais saudáveis, praticamente feito apenas de sal e iogurte natural. E parece ser muito fácil fazer este queijo em casa e montar uma conserva depois no azeite. Não deve ficar igual, mas qualquer hora vou tentar.

Queijo de iogurte e muçarela ao vinho

A muçarela ao vinho parece ser até popular nos empórios. Este queijo é feito curtindo um bom pedaço de muçarela por cerca de duas semanas no vinho tinto seco. 

O queijo ganha uma linda coloração rosada por fora. O sabor do vinho é suave, mas marcante, alterando completamente o gosto de muçarela que conhecemos. Eu gostei.

Queijo de iogurte e muçarela ao vinho

Se você estiver por Minas Gerais ou algum grande empório que tenha estes queijos diferentes leve-os para provar. São no mínimo diferentes.

*Antes que alguém venha falar que a palavra "MUÇARELA" está escrita errada, já que a própria embalagem do queijo tem a grafia "MUSSARELA":

O duplo "z" de palavras italianas vira, em português, "ç":

carrozza - carroça
piazza - praça
razza - raça

Na Itália, escreve-se "mozzarella", com dois "z".

É por isso que os principais dicionários (Aurélio e Houaiss) e o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp) prescrevem a grafia "muçarela", com "ç".

Portanto, por incrível que pareça, a forma "errada", segundo as fontes citadas, é justamente a que quase todo mundo usa: “mussarela”.

Como explicar isso?

Não é difícil: um belo dia, alguém que desconhecia a regra de que o duplo "z" italiano vira "ç" em português escreveu "mussarela". Outros que também desconheciam a regra o acompanharam. E assim foi popularizada a grafia com dois "ss".


→ Você gosta de economizar? Clique aqui e compre com desconto nas Lojas Americanas!

Um comentário: